25 MAPS THAT EXPLAIN THE ENGLISH LANGUAGE


The origins of English

Anúncios

Quanto tempo se leva para ser fluente em inglês?

Quanto tempo vou levar para ser fluente em inglês? A pergunta é feita com algumas variações, mas a dúvida é, em essência, a mesma. É só subsitituir “ser fluente em inglês” por “aprender inglês”, “falar inglês”, “dominar inglês” ou qualquer outra expressão similar.

Antes de mais nada, é importante deixar claro que a intenção deste texto não é dar uma resposta definitiva que sacie essa curiosidade, mesmo porque não existe um número mágico que se aplique a todas as pessoas indistintamente. Acho até estranho alguém acreditar que haveria uma resposta padrão que serviria para todos. Se até para fritar ovo existem vários jeitos, de onde saiu a ideia de que todo mundo levaria o mesmo tempo para aprender uma língua estrangeira? O objetivo do artigo é chamar sua atenção para alguns aspectos importantes sobre o cálculo de tempo para ser fluente em inglês. Vamos entender os porquês?

ser fluente

Continuar lendo

ALSO X TOO X EITHER

Too significa “também” e sempre vem no final de frases afirmativas, basicamente quando respondemos.
Ex.: Chris: I Love you Jane.
Jane: I Love you too.
(Eu te amo Jane
Eu amo você também)

Also, para contrariar o “too”, apesar de também significar “também”, é mais usado no meio das frases, geralmente antes de algum verbo.
EX.: Jason also loves snowboarding and skiing.

Continuar lendo

Expressões Idiomáticas Comuns em Inglês

15 expressões idiomáticas comuns em inglês
Usar expressões em um idioma mostra que você tem domínio sobre aquela língua. Aqui, temos 15 expressões idiomáticas comuns em inglês para enriquecer seu vocabulário e fazer com que você pareça um nativo ao falar inglês.
  1. ‘The best of both worlds’ – o melhor de duas oportunidades diferentes ao mesmo tempo. Ex.: “By working part-time and looking after her kids two days a week she managed to get the best of both worlds.” (Trabalhando meio período e cuidando dos filhos duas vezes por semana, ela conseguiu ter o melhor dos dois mundos.)

Continuar lendo

Viajar de carro pelos EUA: a Route 66

Viajar de carro pelos EUA: a Route 66
Um túnel do tempo em direção ao coração da história americana, a “Route 66” (Rota 66) é uma rodovia como nenhuma outra. Apelidada como a “Mother Road“, por John Steinbeck em “As vinhas da Ira”, ela possui mais de 3000 km de extensão do leste de Chicago ao oeste de Los Angeles e é famosa mundialmente, inspirando diversos programas de TV, filmes e músicas.

Então, hoje, falaremos sobre esse pedacinho dos Estados Unidos, selecionando alguns pontos turísticos que você pode encontrar no caminho e, é claro, apresentando o vocabulário necessário e essencial que escutará durante o percurso. Existe muito o que explorar na “Route 66” quando o assunto é a linguagem, portanto, boa viagem!

Continuar lendo

OS ERROS MAIS COMUNS DE QUEM ESTUDA INGLÊS

Por que aprender inglês parece ser um processo tão doloroso para algumas pessoas? Por que tanta gente desiste no meio do caminho? Não que seja fácil estudar inglês, mas, se você prestar atenção e não cometer os erros abaixo, tenho certeza de que vai evitar transtornos desnecessários e aumentar suas chances de sucesso no aprendizado da língua inglesa.

Continuar lendo

Saudade é a 7ª palavra mais difícil de traduzir

SaudadeA polêmica que gira em torno da palavra Saudade vem de longa data. Já falei sobre isso aqui no blog, num post que gerou muita discussão. Em inglês, o verbete citado anteriormente, pode ser entendido como miss (sentir falta) ou ainda homesick (sentir-se triste por estar longe de casa e da família). Provavelmente existem diversas outras traduções, mas nenhuma delas têm a capacidade de substituir a palavra saudade com a mesma carga semântica. Posto isso, realmente não há um cognato perfeito. A saída, obviamente, é sempre usar o bom senso e buscar uma palavra com sentido aproximado para a situação. Continuar lendo

Quando Make significa “deixar” e “obrigar” em inglês

MAKENos estágios iniciais dos estudos de língua inglesa, aprendemos que make significa “fazer”, como, por exemplo, make lunch (fazer o almoço)  e make friends (fazer amigos – ouvir pronúncia). Além disso, temos o clássico uso no passado, em expressões como made in Brazil (feito, fabricado no Brasil – ouvir pronúncia), made in China (feito, fabricado na China), nas quais vocês já devem ter visto em embalagens de produtos. Continuar lendo

Satisfeito: como se diz “Estou satisfeito.” em inglês?

Nos restaurantes brasileiros, é considerado educado o garçom perguntar ao cliente, depois de este terminar de comer:satisfeito

– O senhor está satisfeito?

Ou, quando alguém está comendo na casa de outra pessoa, é habitual o anfitrião perguntar se o convidado quer mais comida ou bebida. Quando o convidado não quer mais, ele pode dizer o seguinte:

– Não, obrigado. Estou satisfeito.

Na mesma situação acima, o garçom americano ou britânico falaria algo diferente:

– Are you done here? (Já terminou?)

E, na situação do convidado citado:

– No, thank you. I’m full. (Não, obrigado. Estou cheio.)

Mas, o que dizer a respeito da maneira de publicamente expressar o grau de saciedade que existe entre “faminto” e “cheio” em inglês? Continuar lendo